terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Dina Garcia

Gente, adorei estas telas de Dina Garcia! Mais uma baiana retada!!! O colorido e as formas são maravilhosas!! Foi difícil escolher entre tantas que ela já fez. Saiba um pouco mais sobre ela e depois aprecie as telas!!!

Natural de Cruz das Almas - Bahia, autodidata nas artes plásticas com estilo próprio, tendo influências fovistas, cubistas e expressionistas. Começou a pintar com lápis de cera com o incentivo dos colegas de cursinho, os quais ajudaram-na a organizar a primeira exposição individual em 1992. Começou como uma brincadeira, mais o grande empurão para sua carreira aconteceu com a ajuda de duas grandes amigas Sérgia Maria e D. Dircia que a incentivou a pintar telas," foi quando descobri meu caminho e que até hoje estou". De 1996 a 1997 fez curso livre no Palácio da Aclamação com Tony Sampaio e oficinas de desenho, Zau Pimentel, e pintura, Caetano Dias, no MAM, Solar do Unhão, e participou de sua primeira coletiva em Salvador em 1997, Paletas do Pelô. Hoje são 34 coletivas entre Salvador e cidades do Recôncavo, 14 individuais em Salvador, Cruz das Almas e Cachoeira, selecionada na IX Bienal do Recôncavo em São Félix, uma coletiva internacional na França, quatro exposições permanentes em Cachoeira, localizadas no Pouso da Palavra, Café com Arte, IPHAN e Pousada do Convento do Carmo, um cenário no evento ‘Operária das Artes’ em 2010, na Casa da Cultura, Cruz das Almas, onde foi retratada a trajetória das trabalhadoras da agroindústria do fumo. Pinta camisas com mesmo estilo das telas, já participou de feiras de arte na cidade de Cruz das Almas e em Atibaia - SP. Em 18 de fevereiro de 2008 abriu seu ateliê em Cruz das Almas. Os temas preferidos são nu feminino, afro brasileiro, homem do campo. Obras vendidas para Estados Unidos, Japão, vários países europeus e vários estados brasileiros. “Exageros cromáticos realizados como uma fovista, oscilando entre o instinto e a intuição, as deformações selvagens e impetuosas, tendo como característica marcante o lineamento.” “O artista é um ser em construção, que depende de um exercício constante para se afirmar. Deve ter determinação e persistência, não esquecendo que é difícil, mas, não impossível a tão sonhada realização.” “Com originalidade e estilo é fácil de reconhecer, permanecendo e perseverando a mesma concepção, esta é a identidade dos trabalhos de Dina Garcia.

Rostos Africanos - 2012

Turbante Africano -2012

Baianidade - 2012


Mãe das Águas - 2012

Cumplicidade - 2009

Nudez Feminina - 2012


A Bicicleta -2012


Vendendo Quitutes -2012


Presentes para Yemanjá


Mulher - 2012

Mulheres Fazendo Charutos - 2010


Autorretrato - 2012



A artista, Dina Garcia, em seu ateliê

http://ateliedinagarcia.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Espetacular!!! Os tons intensos dão um diferencial nas telas!!

    ResponderExcluir